Publicado em: 10/03/2014

10/03/2014

Hult Prize - Etapa Brasil

Colaboração de Guilherme Campos

As Faculdades Integradas Rio Branco sediaram, nos dias 7 e 8 de março, a etapa Brasil do Hult Prize 2014, que aconteceu pela primeira vez na América Latina. O evento, que reúne equipes do mundo todo para levantar questões sociais contemporâneas e desenvolver projetos, discutiu, neste ano, o tema "Doenças Crônicas em Favelas".


Palestrantes e convidados para o Hult Prize - Etapa Brasil

Os alunos dos cursos de Jornalismo, Rádio e TV, Audiovisual e Relações Públicas das Faculdades cobriram os dois dias de evento e realizaram transmissão ao vivo por meio da Rádio Web Rio Branco e do portal Profissão Foca, com coordenação de fotografia de Larissa Gregio. Foram dois dias de atividades. No primeiro, três palestras introdutórias foram apresentadas e no segundo aconteceram as apresentações e o anúncio do grupo vencedor.

O presidente da Fundação de Rotarianos de São Paulo, Nahid Chicani, recepcionou os presentes, destacando a importância de receber um evento com proeminência internacional. Também citou como a obra das instituições Rio Branco e do Rotary International colaboram para o desenvolvimento social. Leticia Gonzalez-Reyes, organizadora da Etapa Brasil do Hult Prize, deu as boas-vindas aos presentes, destacando a programação do evento e auxiliando os participantes.

Victor Fernandes, diretor do IXL Center para São Paulo e diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Natura, e Fernando Onosaki, também diretor da IXL Center para São Paulo, apresentaram dicas sobre formato dos projetos apresentados pelos alunos para os jurados, com ideias inovadoras e autossustentáveis.

Saúde foi o tema da segunda palestra, ministrada pelo médico neurologista Jefferson Gomes Fernandes, superintendente de Educação e Ciência do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo. Aprofundando o tema, a apresentação comentou os desafios das doenças crônicas em favelas e apresentou a visão de especialistas da área.


Equipes finalistas da etapa regional (Fotos Agência de Comunicação)

A terceira palestra, de caráter motivacional, foi ministrada por Jonah Brotman, cofundador da SokoText finalista do Hult Prize 2013. Ele contou sobre suas experiências no evento, deu dicas aos participantes de como se portar e apresentar os trabalhos e o que fazer após o término do projeto.

No segundo dia, os estudantes apresentaram seus trabalhos a juízes renomados, como Antonio Calcagnotto, presidente da Unilever, e Gerson Pinto, presidente da Natura. Após as apresentações, foram anunciados os quatro finalistas, um de cada sala, que mostraram seus projetos ao público.

O vencedor deste ano da etapa regional foi o time da Indian School Of Business, que propunha implementar aparelhos de monitoramento dos pacientes. Após o anúncio, houve o show de encerramento da banda Capela, que concorre ao 25º Prêmio da Música Brasileira na categoria melhor álbum independente, e a confraternização entre os participantes do evento. Os vencedores das semifinais seguem para Boston onde acontecerá a final que definirá quem conquistará o prêmio de um milhão de dólares para desenvolver seu projeto.

Participaram do evento o diretor-geral das Faculdades Rio Branco, Edman Altheman, o diretor acadêmico, Alexandre Uehara, a professora do curso de Relações Internacionais, Denilde Holzhacker, a coordenadora do curso de Rádio e TV, Carina Macedo, e a coordenadora dos cursos de Relações Internacionais e Jornalismo, Patrícia Rangel.

O Hult Prize é um evento que premia anualmente a melhor ideia para resolver problemas sociais com um milhão de dólares. O evento também teve eliminatórias em Dubai, Shangai, Londres, Boston e São Francisco.

 

 

Notícias

Conversa com Profissionais

Publicado em: 1/4/2019

Branding Journey Week Rio Branco

Publicado em: 28/2/2019

Colação de Grau

Publicado em: 23/2/2019
Confira outras notícias