Publicado em: 20/05/2013

20/05/2013

13ª Semana da Comunicação

Colaboraram com esta matéria os alunos do curso de Jornalismo e da Agência de Comunicação Integrada das Faculdades Rio Branco

Durante uma semana, alunos dos cursos de Comunicação Social das Faculdades Integradas Rio Branco aprofundaram e ampliaram conhecimentos, conheceram as rotinas de profissionais em diferentes áreas e discutiram questões que envolvem a profissão. Para isso, a 13ª Semana de Comunicação, realizada entre os dias 13 e 17 de maio, contou com a participação de profissionais de destaque, que falaram aos alunos em palestras temáticas.

Para os alunos do 5º semestre de Jornalismo, o evento contribuiu, ainda, para o exercício da prática profissional. Todas as palestras foram acompanhadas e divulgadas, em tempo real, no Blog Profissão Foca e nas mídias sociais do portal, cujos conteúdos contribuíram para essa matéria.


Gilberto Barros

A palestra de abertura do evento tratou do tema "A comunicação nos grandes eventos esportivos: Copa do Mundo e Olímpiada no Brasil". O jornalista Anderson Gurgel falou que o país vive uma era de ouro do esporte, que os megaeventos têm como característica essencial serem midiáticos e que, por isso, o esporte se torna, muitas vezes, mero coadjuvante dentro de um espetáculo, e que esses eventos induzem uma série de atividades econômicas e culturais relacionadas.

Também tratando de esportes, o apresentador e comentarista Silvio Luiz falou sobre a comunicação e a informação na atualidade. Ao lado de Wagner William, coordenador de produção da Rede Record e autor de sua biografia, relembrou sua trajetória, falou sobre mercado de trabalho da comunicação, a substituição de profissionais qualificados, a influência dos blogueiros e a velocidade da informação na internet e no rádio.


Julio Balasso

Ainda no mesmo assunto, Ary Rocco, professor e colunista na área esportiva, afirmou que o esporte se perdeu ao longo dos anos, tornando-se produto da indústria do entretenimento, deu dicas de como usar o Marketing Esportivo para atingir seu público alvo, falou sobre o destaque do futebol no Brasil, e apontou alguns produtos de Marketing, como é o caso, para ele, do UFC.

Da Rede TV, dois apresentadores falaram sobre suas atuações. O repórter Luciano Junior destacou em "Tecnologia da Informação: a velocidade do vídeo jornalismo" a mudança da transmissão de informações, a partir da década de 50, por meio de imagens e áudio, a evolução dos equipamentos e meios de transmissão, ressaltando a grande importância e impacto da internet neste processo.

Gilberto Barros foi convidado a falar sobre comunicação popular, que, segundo ele, é "fascinante, sensacional, fantástica", pois mistura todas as classes sociais. O apresentador falou um pouco da sua carreira no rádio e na TV, sobre o sonho dos jornalistas em querer mudar o mundo, explicando que ao informar o público, o profissional já está fazendo o seu papel para mudar o mundo.

Dalton Pastore, presidente do Fórum Permanente da Indústria da Comunicação, fez a palestra "Por onde está indo a publicidade brasileira", abordando os motivos do declínio da Publicidade e da Propaganda no país, afirmando que isso está diretamente ligado a autocensura. Segundo ele, a era do politicamente correto, nos dias atuais, nada mais é do que um retorno, em escala menor, à ditadura militar, pondo um fim à liberdade criativa dos publicitários.

O mundo da publicidade também esteve presente na apresentação de Ricardo Santos, presidente da Agência Milk, que falou sobre o segmente de atuação da empresa, a parceria e o desenvolvimento de campanhas para a Nike, como é o processo de criação de campanhas para novos produtos, apontou erros de publicidade, ressaltando, sempre, a importância do profissional fazer o que gosta.


Silvio Luiz e Wagner William

Julio Balasso, diretor de arte da TV Record News, explicou todas as áreas envolvidas em seu trabalho, falou sobra a dualidade entre funcionário híbrido, aquele que faz de tudo, em contrapartida ao profissional especializado, defendendo esse último, falou sobre a convergência das áreas de comunicação, e sobre a TV na atualidade, que não compete somente com a internet, mas também com as mídias off-line.

Fernando Campoi, gerente de assuntos corporativos da Volkswagen do Brasil, abordou o "media training", os processos de comunicação interna, dando exemplos do que é feito em sua empresa, estratégias empresariais, problemas de imagem e como lidar com eles.


Ricardo Santos

Os jornalistas Patrícia Paixão e Carlos Juliano, em suas apresentações, destacaram trabalhos desenvolvidos sobre aspectos diferentes. A primeira, especialista em Marketing Político, falou sobre "As estratégias de Marketing de Lula em 2002 na cobertura realizada pela Folha de S. Paulo", explicando desde o seu processo de análise das edições de jornais e do material utilizado na campanha de Lula para a presidência da República, abordando as mudanças conseguidas pelos marqueteiros, depois de experiências em campanhas anteriores sem sucesso, que ajudaram a eleger Lula. Patrícia Paixão falou, ainda, da cobertura midiática em épocas de eleições.

Carlos Juliano, jornalista da ONG Repórter Brasil, apresentou o documentário "Carne e Osso", que mostra o dia a dia de trabalhadores de frigoríficos do país, e explicou a atuação da organização, que denuncia o trabalho escravo no Brasil.

 

 

Notícias

Conversa com Profissionais

Publicado em: 1/4/2019

Branding Journey Week Rio Branco

Publicado em: 28/2/2019

Colação de Grau

Publicado em: 23/2/2019
Confira outras notícias