Publicado em: 18/04/2013

18/04/2013

Documentário musical sobre cultura indígena, produzido por alunos e ex-alunos, é lançado pelo Sesc Pompeia

Por Caio Colagrande e Graziela Primiani

O documentário musical "Guardiões Guarani", do grupo KYRINGUE NHEMBOVY'A (Criança Feliz, em língua Guarani), da Aldeia Rio Silveira, produzido por alunos e ex-alunos de Jornalismo e Rádio e TV das Faculdades Rio Branco, com apoio da coordenadora do curso de Jornalismo, Patrícia Rangel, foi lançado, no dia 17 de abril, no Sesc Pompeia, como parte das comemorações do Dia do Índio, celebrado em 19 de abril.


Alunos e ex-alunos de Jornalismo e Rádio e TV que participaram da elaboração do documentário

Gravado, em 2011, na Opy, Casa de Reza comandada pelo Pajé Egino, o documentário foi produzido a partir da conquista do edital de nº 14 do Programa de Ação Cultural, Concurso de Apoio a projetos de Promoção da Continuidade da Cultura Indígena no Estado de São Paulo, promovida pela Secretaria de Estado da Cultura, Unidade de Fomento e Difusão de Produção Cultural, Governo do Estado de São Paulo.

Com 16 faixas de músicas guaranis, 3 danças tradicionais (Xondaro, Tangará e Jui), além de depoimentos das principais lideranças explicando detalhes desta cultura, o DVD KYRINGUE NHEMBOVY'A - Os Guardiões Guarani, é o registro visual do Coral de mesmo nome, composto por indígenas da Aldeia do Rio Silveira.

A gerente-adjunta da Gerência de Programas Sócio-Educativos do Sesc, Maria Alice Nassif; o coordenador da Funai do Estado de São Paulo, Márcio José Alvim do Nascimento; a coordenadora de Políticas Públicas para a População Negra e Indígena, Elisa Lucas Rodrigues; Roberto Fleury, secretário adjunto da Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania, e a coordenadora Patrícia Rangel compuseram a mesa de abertura do evento, que foi prestigiado, também, pelo diretor geral das Faculdades Rio Branco, Edman Altheman, e pelo diretor acadêmico, Alexandre Uehara.

Sob o comando do Pajé Xape'i, o grupo musical da Aldeia Rio Silveira, que fica em Boracéia, litoral paulista, apresentou canções e danças típicas da cultura Guarani. Dezenas de crianças e adolescentes da tribo fizeram as coreografias e cantaram para o público que prestigiou o evento.


Alexandre Uehara, Patrícia Rangel e Edman Altheman

"Foi um ano de emoção. Hoje estarmos aqui é o ápice disso. A gente saber que de alguma forma colaborou para isso e é muito emocionante, muito gratificante pra mim, não só como professora, mas como ser humano", ressaltou Patrícia Rangel.

A radialista e ex-aluna de Jornalismo, Jenniffer Bertareli, relembrou a gravação do DVD, que aconteceu em 2011. "Foi uma experiência incrível, eu nunca tinha tido contato com índios antes. Eles têm uma energia maravilhosa, saí de lá revitalizada, sem demagogia nenhuma. Sempre que dá a gente visita a aldeia", explicou.

Para o Pajé Xape'i, o CD e DVD são muito importantes, pois levam a cultura dos índios para a população não indígena. "Ajuda em parte, porque as pessoas quase não conhecem a cultura dos índios, nunca veem os índios assim", lamentou o líder. Do CD, que possui 16 faixas, foram tocadas seis.

O diretor acadêmico das Faculdades Rio Branco, Alexandre Uehara, ressaltou o empenho pessoal dos envolvidos no projeto. "Foi bastante interessante, porque é um projeto que, no início, as pessoas tiveram que dedicar muito esforço sem saber exatamente aonde isso ia levar. Jamais as pessoas que participaram do projeto pensaram que ele teria a repercussão que teve e o reconhecimento que foi para as Faculdades", destacou.

"Nessa semana em que as atenções estão voltadas para as comunidades indígenas, a apresentação dos índios, principalmente dos Guaranis, vem demonstrar que apesar de todas as dificuldades enfrentadas, eles conseguem preservar seus costumes, sua cultura e suas tradições. O lançamento desse CD e do DVD demonstra para a população não indígena que os Guaranis estão presentes, estão vivos no seio da nossa sociedade. Eles estão dando um grito: nós estamos aqui!", destacou Márcio José.

O lançamento do CD e do DVD "Guardiões Guarani" foi o primeiro de uma série de eventos do Sesc para comemorar o Dia do Índio. A renda gerada com a venda dos produtos será revertida integralmente para a tribo.

Saiba mais sobre o documentário, clique aqui.

Notícias

Conversa com Profissionais

Publicado em: 1/4/2019

Branding Journey Week Rio Branco

Publicado em: 28/2/2019

Colação de Grau

Publicado em: 23/2/2019
Confira outras notícias